Copy
View this email in your browser
Tempo estimado de leitura: 4 minutos.
Que ano. Que ano. QUE. ANO.

Acho que é desse jeito que a maioria das pessoas está se despedindo. Seja quem teve um ano espetacular, seja quem precisou de ajuda pra segurar essa barra que foi 2019. Sem contar quem viveu uma montanha russa desses dois estados - tipo eu.

2019 foi intenso. Difícil. Exigente. Mas também revelador e recompensador em muitos sentidos.

Por aqui, foi o ano de consolidar a Bits to Brands como parte da minha vida, e fonte de inspiração e informação para muita gente.

Em primeiro de janeiro, nós éramos uma comunidade de pouco mais de 700 pessoas. Quase um ano depois, é um orgulho imenso compartilhar que estamos chegando perto de quatro mil! 

Quase quatro mil pessoas que abriram 40 edições, e nelas encontraram conteúdo a ponto de clicar 26.700 vezes. 

Mais de 26 mil cliques que certamente são reflexo da quantidade de ASSUNTO que a gente compartilhou esse ano.

2019 começou com uma curadoria de tendências dos principais reports do ano, onde selecionamos os seis tópicos que guiariam as marcas em 2019. E não é que acertamos TODOS?

Detox digital, por exemplo, teve seu ponto alto quando o Zuckerberg anunciou que o ˜futuro é privado" e escondeu os likes do Instagram. Throwback dominou o ano, começando com anúncio da turnê de Sandy e Junior e terminando com a volta do Motorola Razr. E a briga por mais transparência na tecnologia não deixou ninguém em paz, especialmente com as eleições americanas chegando.

[ aliás, em janeiro tem curadoria de tendências 2020. Stay tuned :) ]

_

2019 foi um ano de chegadas e partidas.

Chegaram ao Brasil as principais marcas da Amazon, Prime e Alexa - com direito a análise completa do seu possível impacto no nosso comportamento e consumo. Por aqui, me rendi ao conteúdo e conveniência do Prime, mas ainda não criei coragem de deixar mais uma parte da minha privacidade para trás e adquirir uma Alexa.

Quem nos deixou foi Game of Thrones, marcando o fim de uma era - nas nossas vidas, e no entretenimento. Assim que a série acabou, oficializaram-se as streaming wars, e tudo indica que a atenção vai ficar cada vez mais pulverizada. Os tempos de estar todo mundo assistindo (e reclamando) no Twitter ao mesmo tempo podem ter chego ao fim junto com GoT.

Mas nem tudo é entretenimento. A Bits to Brands também serviu como espaço pra gente falar sério, e refletir sobre questões que nos afetam como indivíduos e como sociedade. E essas foram as edições que mais foram respondidas e compartilhadas:

- A Economia da Ansiedade, uma bola que levantamos na newsletter e semanas depois virou pesquisa completa sobre questões de saúde mental, marcas e tecnologia no dia a dia dos brasileiros, nosso artigo mais acessado e compartilhado no Medium e até pauta da coluna da shark Camila Farani;

- A ˜aplicativização˜ das pessoas, um assunto que tentamos evitar conforme seguimos a vida entre Ubers e Rappis e Loggis, o que fica cada vez mais difícil conforme entregadores de aplicativo em bicicletas alugadas tomam os principais bairros do país. No que depender de mim, em 2020 tem mais. Precisamos discutir esses modelos de negócio. Precisamos ficar atentos a essas marcas. Precisamos enxergar essas pessoas.

- O restaurante do futuro, uma reflexão em formato de crônica, para provar que mesmo em tempos de vídeos cada vez mais curtos, por aqui a mídia escrita está vivíssima. A tecnologia tem transformado profundamente a nossa relação com alimentação, e um futuro de ˜dark kitchens" e pratos instagramáveis já está aqui.

E ao melhor estilo inception, ter uma newsletter permitiu que falássemos também sobre a newsletter - como formato, como mídia e como ferramenta poderosíssima de conteúdo e relacionamento. 

Falar por aqui, na edição 46, e também falar para 3.000 pessoas no palco do RD Summit. Experiência que trouxe não só muitos assinantes, mas também uma reflexão sobre o futuro do marketing.


_

2019 foi o ano de compartilhar. Compartilhar em formato de newsletter, de artigo, de podcast, de aula, de entrevista, de palestra. Compartilhar notícias e memes, e dados e reflexões. Compartilhar branding e pensamento estratégico, tecnologia e tendências, filmes e séries, rima e reflexão.

Compartilhar porque as coisas vão continuar acontecendo, e é preciso refletir um pouco sobre o mundo em que estamos vivendo, e os mercados e produtos que estamos construindo.

Compartilhar porque algo que interessa aqui pode ajudar alguém numa apresentação para cliente, no seu próprio projeto de conteúdo ou até numa entrevista de emprego.

Compartilhar porque é um privilégio imenso ter a atenção e o tempo de tanta gente, e também uma grande responsabilidade.

Em 2019 eu descobri que é compartilhando com o mundo cada vez mais de mim, que as coisas acontecem. Não é sempre fácil, mas é assim que a gente cresce. De preferência, juntos.

Obrigada por esse ano.
No espírito do fim do ano, responda esse e-mail me contando se essa newsletter fez alguma diferença para você em 2019. Pretendo dedicar um tempo para pensar o futuro da Bits, e todo feedback vai ajudar muito :)

Nos vemos em janeiro, sempre em busca de melhorar, inspirar e refletir.
Feliz ano novo! 

- Beatriz
~ quase quatro mil pessoas ~

 vocês viram que sutil, né?
˜quase˜. QUASE.
só falta você compartilhar com mais UMA pessoa. só uma.
que certamente dá pra bater quatro mil até o Natal.
dê presente em forma de conteúdo
é de graça ♡
[ esses foram os links mais clicados da Bits to Brands em 2019 ]

O endosso do Facebook
ou, ˜uma aula rápida de arquitetura de marcas˜. Sabem quando que eu achava que tanta gente ia se interessar por esse assunto tão ˜geek do branding? Nunca.

Por que nós assistimos o que assistimos quando assistimos
Uma análise da Fast Company sobre o papel que cada tipo de série cumpre na nossa vida. Muito em breve tudo isso vai depender também do streaming que assinamos..

Esse TikTok da garota tentando gastar bilhões de dólares 
Porque a gente também gosta de um bom sarcasmo. Aliás, alguém mais tem "entender o TikTok" nas suas resoluções de ano novo?

O manual de marca do Starbucks
Um dos maiores cases de consistência e experiência de marca do mundo.

Os brasileiros geração Z
Pesquisa divulgada pelo ThinkWithGoogle sobre essa geração que estamos todos tentando decifrar.

Bill Gates no David Letterman em 1995
Explicando o que é e para que serve a internet nesse vídeo genial.

A thread do carteiro Floyd
Que pérola. Eu não me canso nunca dessa thread, e fico muito feliz que tanta gente tenha ido parar nela através da Bits. Em tempos de automação, on demand e last mile, essa homenagem a um carteiro ganha um sentido muito especial.

Se alguém te encaminhou essa newsletter e você quer receber direto na caixa de entrada toda semana, clique aqui:

@bitstobrands @bitstobrands
Bits to Brands Bits to Brands
@beatrizguarezi @beatrizguarezi
Beatriz Guarezi Beatriz Guarezi
Copyright © 2019 Bits to Brands, All rights reserved.

Want to change how you receive these emails?
You can update your preferences or unsubscribe from this list.