Copy
View this email in your browser
Para quem chegou há pouco tempo, uma edição pocket é aquela que vem sem a seção principal, mas com uma curadoria maior pra compensar. É uma exceção, para aqueles casos em que não há tempo suficiente para explorar um assunto em maior profundidade.

Quando essa newsletter chegar até você, eu vou estar me preparando para palestrar no RD Summit. Minha palestra vai ser sobre newsletters - esse formato que mudou a minha vida
-, a sua relevância, os seus diferenciais e várias dicas de como fazer a sua, com exemplos da Bits e outros cases.

Vai ser logo mais, 11:30 da manhã, na Tenda 1. Espero que vários de vocês possam ocupar aquelas milhares de cadeiras :)

Na nossa próxima edição (#65) eu já terei superado esse que é sem dúvida o maior desafio da minha vida profissional até hoje.

Se tudo der certo, vai ter mais gente por aqui, e muita gente por aí dando um gás nas suas próprias newsletters. E de qualquer forma, vai ter um aprendizado enorme.
Mais do que um desafio enorme, o dia de hoje é um baita sonho realizado.
Se puder, tire alguns segundos da manhã para mandar sua energia boa. Esse apoio tem feito toda a diferença do mundo.
See you on the other side!

- Beatriz
~ esse conteúdo que nunca falha ~

e mesmo em pleno RD Summit, chega na sua caixa de entrada !!!
não tem como não recomendar, vai
Yvon Chouinard, o fundador da Patagônia
Numa entrevista que vale muito, mas muito a pena. Infelizmente ela está em inglês, mas espero que os tradutores por aí ajudem, porque é dessas que to-do mundo tem que ler. O ponto de vista dele sobre capitalismo, meio ambiente, negócios e, claro, branding, me fez virar ainda mais fã da marca.

A Fitbit tem 150 bilhões de horas de dados sobre os corações das pessoas
E gerou vários gráficos com elas. Uma análise que vale conferir com calma, vinda da inteligência impressionante que esse wearable conquistou nos últimos tempos. (Aliás, a Fitbit foi comprada pelo Google há uns dias, e as pessoas estão ficando desconfiadas sobre as suas informações pessoais)


Por falar em dados..
Fiquei impressionada (dessa vez negativamente) com a quantidade de dados que, sem saber, o LinkedIn estava coletando sobre mim. Do Manual do Usuário, "o problema da coleta de dados para fins de publicidade sem o devido consentimento do usuário não é exclusivo do LinkedIn." Tempos difíceis para quem se importa com a própria privacidade..

Por um Google Assistente cada vez mais acessível
Uma parceria do Google com uma instituição do Canadá pediu para que pessoas com síndrome de down ensinassem o Assistente a entendê-las melhor, emprestando as suas vozes. Não deixem de assistir o vídeo. Já passou da hora da gente pensar toda e qualquer tecnologia para todos.

PS: Tenho procurado entender cada vez mais as questões de acessibilidade e inclusão, e dois perfis que me ajudam muito são Mari Torquato e Nossa Vida Com Alice

Uma boa desculpa para voltar a assistir novela
A atual novela das nove da Globo, A Dona do Pedaço, tem revolucionado a forma de pensar conteúdo na TV aberta. A TV se integra ao digital, o capítulo da novela se integra ao anúncio do break, um personagem fictício vai para uma loja real, uma atriz real é influenciadora de mentirinha.. Tem de tudo. Prato cheio para quem curte product placement.

FACEBOOK. Assim, gritando mesmo.
Porque agora existe um FACEBOOK que é marca corporativa, guarda-chuva das marcas de produto Facebook, Instagram e Whatsapp. Geralmente, acompanhamos cases em que as marcas de produto se adaptam para serem endossadas pela marca-mãe. Está sendo muito interessante ver esse movimento de uma marca-mãe se transformar para ser "endossadora".

Aliás, se você está confuso com esse papo de endosso, tem um artigo bem completo sobre arquitetura de marcas e o caso do Facebook aqui.
@bitstobrands @bitstobrands
Bits to Brands Bits to Brands
@beatrizguarezi @beatrizguarezi
Beatriz Guarezi Beatriz Guarezi
Copyright © 2019 Bits to Brands, All rights reserved.