Copy
View this email in your browser

IFRS vai ofertar atividades pedagógicas não presenciais

Atividades devem ocorrer a partir de 14 de setembro. Serão optativas, e estudantes poderão aproveitá-las para o cumprimento da carga horária dos cursos técnicos e superiores. Leia mais

Espaço no site do IFRS concentra orientações sobre atividades pedagógicas não presenciais


A página traz um repositório sobre o tema, concentrando orientações, vídeos, arquivos e links. Conheça
Confira o que já é possível encontrar na página:

Capacitações e cursos on-line: há sugestões de atividades promovidas por diferentes instituições voltadas a capacitar para a atuação com ferramentas digitais.

Moodle - manuais, cursos e vídeos oferecem orientações gerais e aprofundam questões específicas para aprimorar a utilização desse ambiente virtual.

Elaborando aulas - neste ambiente são encontradas sugestões de ferramentas de uso gratuito para consulta e utilização, edição de vídeos e áudios, realização questionários online, promoção de atividades interativas.

Orientações pedagógicas - links que buscam auxiliar os docentes e promovem reflexões sobre as atividades pedagógicas não presenciais foram reunidos nesse espaço.

Legislações - há links para esclarecimentos sobre direitos autorais e orientações legais.

Acessibilidade - materiais com dicas práticas e também com reflexões para que a acessibilidade seja tema sempre presente nas atividades não presenciais.
 

Conheça cursos que podem ajudar na oferta de atividades não presenciais

O funcionamento e as possibilidades do Moodle; abordagens pedagógicas modernas; videoaulas; uso de aplicativos web etc. IFRS oferece cursos on-line com esses e outros temas. Saiba mais

Acessibilidade nas APNPs: veja normas e orientações

A acessibilidade nas atividades pedagógicas não presenciais (APNPs) é tema de uma Instrução Normativa (IN) publicada nesta sexta-feira, dia 21 de agosto de 2020, pelo IFRS.

Além de normatizar o tema, o documento apresenta 64 orientações para o planejamento das APNPs, considerando possíveis necessidades educacionais específicas dos estudantes. São dicas e sugestões que dizem respeito ao ambiente virtual de aprendizagem, às atividades e à condução de webconferências. 

Conheça alguns pontos da IN:

  • Para os estudantes com necessidades educacionais específicas, deverá ser elaborado um Plano Educacional Individualizado (PEI), a ser entregue ao setor de ensino de forma digital, de acordo com fluxos da IN 12/2018, cuja periodicidade, excepcionalmente, poderá ser definida em cada campus;

  • O IFRS buscará viabilizar ações voltadas à inclusão digital para estudantes em situação de vulnerabilidade social e com deficiência;
  • Docentes, equipe pedagógica, integrantes do Napne/Naaf e intérpretes de Libras (quando necessário) deverão trabalhar de forma colaborativa;

  • Mediante necessidade, a Assessoria de Ações Afirmativas, Inclusivas e Diversidade do IFRS poderá participar das discussões de acordo com agenda pré-estabelecida;

  • Para a execução das APNPs serão oferecidos, sempre que necessário, acompanhamento e orientação aos familiares/responsáveis pelos estudantes com necessidades educacionais específicas, visto que atuarão como coadjuvantes nas orientações das atividades pedagógicas.


Confira exemplos e dicas de acessibilidade digital da assessora de Ações Afirmativas, Inclusivas e Diversidade do IFRS, Andréa Poletto Sonza:
  • Em textos, utilize fontes sem serifa, ou seja, sem prolongamentos nos caracteres. Prefira: Arial, Calibri, Verdana, Tahoma, Helvetica, Trebuchet;
  • Ofereça um ótimo contraste entre cor de fundo e cor de fonte;
  • Descreva as imagens que você inserir;
  • Disponibilize tabelas com cabeçalho e sem linhas e colunas mescladas;
  • Lembre-se de que usuários surdos utilizam a Libras como primeira língua. Apenas a legenda nos vídeos não é suficiente;
  • Utilize uma linguagem clara, de fácil compreensão e direta. 

Inclusão digital para estudantes

Para facilitar a participação dos estudantes em atividades não presenciais no período de pandemia de Covid-19, o IFRS deve publicar ao menos três editais de fomento.

  • O primeiro edital publicado está com inscrições abertas até 26 de agosto e é voltado para alunos que atuam como bolsistas em projetos de ensino, pesquisa, extensão e indissociáveis. O valor do auxílio será de R$ 80 mensais para cada estudante contemplado. Os recursos destinam-se à aquisição de plano de internet ou de dados móveis. São valores do orçamento do IFRS, remanejados de outras áreas ou ações institucionais inviabilizadas durante a pandemia, com o objetivo de atender os alunos. Saiba mais
  • Um segundo edital deve ser publicado no mês de setembro, ampliando a abrangência do auxílio para estudantes que manifestarem interesse na realização das atividades pedagógicas não presenciais. O valor será voltado para aquisição de plano de internet ou de dados móveis. Os recursos também serão remanejados do orçamento do IFRS
  • O terceiro edital previsto será para auxiliar os estudantes com um valor destinado especificamente pelo Ministério da Educação para acesso à internet, conforme anunciado na segunda-feira (leia o texto do site do MEC). 
Acompanhe as informações nos canais de comunicação oficiais do IFRS e dos campi e divulgue para os estudantes de sua unidade.
Acompanhe nossas redes sociais
Twitter
Facebook
Website
Email
Instagram
YouTube
LinkedIn
Expediente
Reitor:
Júlio Xandro Heck
Chefe do Departamento: Raquel Selbach Machado Colombo
Jornalista: Carine Simas da Silva
Jornalista colaborador: Nícholas Fonseca