Copy
View this email in your browser
Foto dos novos diretores-gerais de campi, o reitor Júlio Xandro Heck e pró-reitores
 
Solenidade de posse dá início a novo mandato
de reitor e diretores-gerais dos 17 campi

Em uma solenidade histórica, a primeira posse de diretores-gerais de todos os 17 campi do IFRS foi realizada nesta quinta-feira, 27 de fevereiro, celebrando a escolha democrática e paritária de estudantes, professores e técnicos administrativos da instituição. O evento ocorreu na Fundação Casa das Artes, em Bento Gonçalves, e contou com o ato simbólico de recondução de Júlio Xandro Heck ao cargo de reitor e a entrega de uma menção de agradecimento aos diretores-gerais de campi que deixaram os cargos. Leia mais
 

Confira destaques da fala do reitor, Júlio Xandro Heck

O discurso do reitor do IFRS, Júlio Xandro Heck, teve início com uma celebração à democracia institucional. Ele salientou a transparência do processo eleitoral de 2019 e destacou a contrariedade à Medida Provisória 914/2019, que altera as regras para escolha de dirigentes em instituições federais de ensino. “Para mim, a forma para escolher reitor e diretor-geral é simples: quem faz mais voto tem de ser nomeado”, disse o reitor, sendo interrompido pelos aplausos da plateia.
 

Júlio fez um balanço dos primeiros 20 meses como reitor do IFRS. Ele homenageou in memorian o ex-reitor Osvaldo Casares Pinto e destacou que a atual gestão busca dar continuidade a ações escolhidas pelo antecessor. Citou a construção democrática do Plano de Desenvolvimento institucional, a criação do Escritório de Projetos e a consolidação do Cadastro Permanente de Remoção.


Destacou outras iniciativas empreendidas em sua primeira gestão, como a ação “uma quadra poliesportiva por campus”, o investimento em energias renováveis; a prioridade para obras de adequação das unidades do IFRS aos Projetos de Prevenção e Combate a Incêndios (PPCIs) e à acessibilidade; e a criação da Diretoria de Assuntos Estudantis.


Sobre o futuro, Júlio salientou prioridades para os próximos quatro anos. A aproximação com as comunidades e o desenvolvimento de projetos que dialoguem com as demandas locais; bem como a visibilidade das ações desenvolvidas para que a sociedade conheça o que os IFs fazem e porque as instituições de ensino públicas são tão importantes para o desenvolvimento do país, foram destacados.

O reitor citou também a formação dos estudantes como bons profissionais e cidadãos comprometidos com um mundo melhor e mais justo, conscientes de seus direitos e deveres, bem como a atenção às políticas de permanência e êxitos dos estudantes. E acrescentou a necessidade de consolidar os campi mais jovens e renovar estruturas dos mais antigos.


Leia mais

OS DIRETORES RESPONDEM:

Quais os primeiros passos a partir da posse?

Informação textual: Alvorada

Fábio Azambuja Marçal


Fortaleceremos os espaços de diálogos com a nossa comunidade. O objetivo é manter acesa as chamas que sinalizam as concepções que dão base a política dos Institutos Federais. Assim, dialogando, vamos assumir as responsabilidades sociais para quais somos demandados.



Informação textual: Bento Gonçalves

Rodrigo Otávio Câmara Monteiro


Entendemos que a Gestão 2020/2024 não é um ciclo desconectado com as gestões anteriores. Avanços e bons resultados serão preservados. A principal estratégia será trabalhar de forma conjunta, democrática e transparente na determinação de prioridades e na tomada de decisões que definirão os rumos da instituição. Visualizamos algumas questões prioritárias: 1) a defesa, juntamente com outros dirigentes do IFRS, dos direitos dos servidores e da manutenção da qualidade da educação pública ofertada aos nossos estudantes; 2) a organização dos espaços físicos do Campus e a preocupação com a segurança, demandas oriundas da comunidade; e 3) a reflexão e o debate sobre as nossas práticas pedagógicas.
Informação textual: Canoas

Patrícia Nogueira Hübler


Pretendemos dar andamento ao nosso plano de gestão. Dentre as prioridades, estão a constituição de grupos de trabalho relacionados à organização dos espaços físicos do campus, aos núcleos por áreas de conhecimentos e à eleição dos coordenadores de cursos. Além disso, pretendemos estreitar as relações com os entes públicos do município no qual estamos inseridos e aprimorar os momentos de escutas e de trocas com os servidores e estudantes do campus.  Reiteramos, por fim, o compromisso com a coletividade e a transparência ao longo de nossa gestão.
Informação textual: Caxias do Sul

Jeferson Luiz Fachinetto

 
Os primeiros passos na gestão do Campus Caxias do Sul serão no sentido de rever e consolidar os fluxos administrativos, necessidade essa que se justifica devido à grande expansão do campus acontecida nos últimos anos. A seguir, atuaremos na promoção de parcerias com entidades públicas e privadas, visando promover as ações do campus para “além de seus muros”.
Informação textual: Erechim

Eduardo Angonesi Predebon


Minha responsabilidade será restaurar nosso senso de otimismo e redescobrir o espírito de conquista e crescimento, que representa a alma do Campus Erechim. Trabalharei para consolidar o vínculo entre o Campus e a comunidade do Alto Uruguai, atuando, ativa e conscientemente, na implantação do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) 2019-2023, em um compromisso de desenvolver, incessantemente, as áreas de Ensino, Pesquisa e Extensão. Minha responsabilidade será unir a comunidade acadêmica do Campus e enfrentar os imensos desafios que nos aguardam, defendendo seus interesses vitais e sua missão institucional.
Informação textual: Farroupilha

Leandro Lumbieri


Daremos continuidade às boas práticas de gestão, com a mesma seriedade e comprometimento. Seguiremos na busca pela ampliação da relação do Campus com a comunidade e a consolidação da educação pública gratuita e de qualidade em nosso município. Trabalharemos na busca de recursos, para construção de novas salas de aula e espaço de convivência. Assim como divulgaremos junto à comunidade externa a excelência do trabalho prestado pelos servidores do Campus Farroupilha.
Informação textual: Feliz
Marcelo Lima Calixto


A ideia é fazer uma gestão tendo por foco as pessoas, a comunidade interna e externa, a transparência e a participação. Analisaremos a situação do campus conversando com os setores e ouvindo as necessidades dos servidores e alunos. Na área administrativa, vamos nos informar da situação financeira e orçamentária, do andamento e da necessidade de licitações e contratos. No ensino, vamos buscar uma gestão humanizada com foco na permanência e êxito dos estudantes: espaço escolar plural, colaborativo e solidário. A gestão será transparente e participativa, valorizando o trabalho conjunto e o diálogo.

Informação textual: Ibirubá
Sandra Rejane Zorzo Peringer


Frente aos desafios de atuar na Direção Geral destaco que um dos primeiros passos é ouvir os servidores técnico-administrativos, os docentes, as comissões, os núcleos, e os representantes dos Diretórios Acadêmicos e Grêmio Estudantil para fazer um levantamento das necessidades, buscando regulamentar e simplificar os fluxos e procedimentos. A meta da equipe da gestão é consolidar o IFRS – Campus Ibirubá como Instituição inclusiva, gratuita e de qualidade referência em Ensino, Pesquisa e Extensão no município e na região, promovendo uma aproximação maior com a comunidade externa.

Informação textual: Osório
Flávia Santos Twardowski Pinto


Continuaremos as obras que estão sendo executadas no Campus, como a quadra poliesportiva. Montaremos o laboratório de Ciências a fim de fortalecer o ensino através da prática aliada à teoria. Pretendemos mobilizar os colegas a fim de termos uma participação mais efetiva em cursos de Formação Inicial e Continuada voltados a estudantes da educação de jovens e adultos.

Informação textual: Porto Alegre

Fabrício Sobrosa Affeldt

 
Nossos primeiros passos serão relacionados à conclusão das obras do PPCI, da subestação elétrica e à liberação da Torre Sul do Campus. Com esses espaços, dentro do planejamento estabelecido, poderemos nos concentrar nas atividades estratégicas de ampliação das relações com a sociedade, da redução da evasão e da retenção e dos possíveis novos cursos e projetos de ensino, pesquisa e extensão planejados. Me sinto honrado em formar uma equipe coesa, competente e que trabalhará para vencermos os desafios do atual cenário do nosso país para a educação pública. Nosso trabalho será colocar o estudante no centro dos processos decisórios e buscarmos soluções criativas para atender às suas necessidades.

Informação textual: Restinga

Rudinei Müller

 
É importante afirmarmos as estruturas institucionais de fortalecimento e implementação da gestão democrática, como forma característica de implementar a educação para a autonomia e qualidade cidadã profissional. São fundamentais: 1 – Afirmação institucional: afirmar a importância do Campus como um lugar bom de se viver e trabalhar, otimizando as estruturas institucionais para alcançarmos os nossos objetivos; 2 – Integração com a comunidade: queremos retomar e fortalecer as relações institucionais com a comunidade local, em um processo de integração, colaboração e participação efetiva nas lutas, pautas e dificuldades; 3 – A qualidade educacional: assumimos o compromisso de enfrentarmos os problemas de retenção, evasão e fracasso escolar, numa perspectiva de responsabilização institucional com a qualidade cidadã e técnica.

Informação textual: Rio Grande
Alexandre Jesus da Silva Machado

 
Dar continuidade ao trabalho realizado e ampliar as parcerias que mantemos com as chamadas "forças vivas" da comunidade riograndina e região sul. O foco neste mandato  será fazer uma upgrade nos laboratórios dos cursos técnicos, rever a oferta de cursos e propor a transformação de cursos já ofertados em novos cursos, implementar um projeto de paisagismo dentro do Campus, ampliar o alcance do cabeamento por fibra ótica e  aumentar os projetos culturais desenvolvidos.
Informação textual: Rolante
Cláudia Dias Zettermann


Pretendemos dar continuidade aos bons resultados e otimizar estratégias que permitam a ampliação das ações de ensino, pesquisa e extensão. Iremos trabalhar pela verticalização do ensino nos três eixos do Campus e realizar estudo diagnóstico das necessidades estruturais e de recursos humanos. Nossa gestão será pautada na transparência de ações, no diálogo e no comprometimento com o Campus. Entre as necessidades mais urgentes temos a ampliação do espaço físico, a concretização de obras já em andamento e o início de outras, como a quadra poliesportiva, os laboratórios de campo do eixo de recursos naturais e o acréscimo de mais laboratórios de tecnologia da informação.

Informação textual: Sertão
Odair José Spenthof


Será primordial ampliar o trabalho de forma conjunta e transparente na determinação de prioridades e na tomada das decisões que definirão o futuro de nossa instituição. Também é uma grande honra, como ex-aluno e servidor com treze anos de casa, estar sendo reconduzido à direção-geral. Isso tudo tem um grande significado enquanto voto de confiança da comunidade do campus. Diante disso, as perspectivas são de muito trabalho para vencer os obstáculos que se colocam para a Educação Pública em geral e para a rede federal em particular.
Informação textual: Vacaria
Gilberto Luiz Putti


Queremos dar continuidade ao trabalho iniciado em 2014. O grande desafio é a infraestrutura necessária para implantarmos com êxito os cursos planejados. Neste ano teremos as salas de aula necessárias para estes cursos e a partir do próximo ano buscaremos recursos  para construção dos laboratórios específicos.
Veranópolis 
Daniel de Carli

Uma das prioridades é estarmos mais presentes e atuantes junto à comunidade local e regional. Buscaremos um diálogo com empresas, entidades, associações e instituições visando convênios, parcerias e maior aproximação institucional. Também buscaremos um planejamento de infraestrutura no Campus visando principalmente à criação de laboratórios de ciências e a oferta de um novo curso técnico integrado ao Ensino Médio. Todas as ações que serão adotadas serão no sentido de tornarmos o Campus uma referência de ensino, auxiliando no desenvolvimento local e regional, pois quem ganha com isso tudo é a nossa comunidade.
Informação textual: Viamão
Alexandre Martins Vidor


O Campus Viamão, assim como todo o IFRS, sai fortalecido do processo democrático que construímos. O contexto do país nos impõe o compromisso histórico de atuarmos na defesa incondicional de uma educação pública, gratuita e de qualidade. Precisamos defender nosso legado institucional e reafirmarmos as políticas públicas promovidas pelo IFRS. Em Viamão, uniremos todos os esforços para a consolidação do campus e a construção da nossa sede. Continuaremos avançando na pesquisa aplicada e na extensão direcionadas à comunidade e ao desenvolvimento territorial.
Siga-nos nas redes sociais
Twitter
Facebook
Website
Email
Instagram
YouTube
LinkedIn