Copy
View this email in your browser

GT Segurança Cibernética apresenta relatório sobre cenário legal e regulatório

O projeto Melhores Práticas de Segurança Cibernética, em desenvolvimento pelo GT Segurança Cibernética, concluiu seu primeiro documento, "Cenário Legal e Regulatório do Setor Elétrico Relacionado à Segurança Cibernética". O relatório lista os principais marcos e atores da trajetória digital da legislação e da regulação brasileira relacionadas com a segurança da informação, segurança cibernética e segurança das infraestruturas críticas, identificando as direções apontadas pelo governo.

O segundo documento, "Padrões e Melhores Práticas de Segurança Cibernética para o Setor Elétrico", em fase de revisão, será divulgado em breve. Ele seleciona um conjunto de padrões e melhores práticas de segurança cibernética para o setor elétrico para auxiliar os agentes a atender os requisitos regulatórios da ANEEL e do ONS e gerenciar o risco cibernético.

Esse conjunto é formado pelo framework NIST Cybersecurity Framework - NIST CSF e pelos padrões NIST SP 800-53, IEC 62443-2-1 e IEC 62443-2-3, que fazem parte do NIST CSF. Como documentação essencial foram incluídos do NIST, a SP 800-82 Guide to Operational Technology (OT) Security e o Guia para Aperfeiçoamento da Segurança Cibernéticas das Infraestruturas Críticas que descreve de forma objetiva a aplicação do NIST CSF.

Para aplicar o framework NIST CSF, o GT desenvolveu uma ferramenta e, para complementá-la, estão sendo elaborados um tutorial e sugestões de tecnologias e serviços selecionados de fornecedores. A ferramenta é um mapeamento da Rotina Operacional do ONS RO-CB.BR.01 para a estrutura de gestão baseada em risco do NIST CSF. Ela proporciona um mapa para integrar a gestão de risco cibernético regulatório à gestão de risco da empresa e do setor elétrico além de poder ser expandida para atender os próximos requisitos regulatórios.

Citel: novo prazo para respostas

A Comissão Interamericana de Telecomunicações (Citel) estendeu o prazo para que os países membros respondam o questionário sobre o espectro utilizado para atender as aplicações e serviços das utilities. Até o momento, somente quatro países responderam. O novo prazo vai até 1º de agosto.

GT Anatel Utilies discute
propostas para frequências  

A reunião do GT Anatel Utilities trouxe boas notícias para o setor. Representantes da Anatel confirmaram que foi proposta pela área técnica a destinação do SLP na faixa de frequências de 410-415 MHz e 420-425 MHz, o que já era um desejo antigo das utilities. Outra informação dada foi que faixa de 900 MHz está com destinação prevista ao Serviço Móvel Pessoal (SMP).

A reunião contou com 30 participantes de diferentes empresas, como Telin, Ciena, ST Engineering, Furnas, 4RF, GE Energy, Neoenergia, Cemig, Celplan, Furukawa, CPQD, Energisa, Celesc, Jcom e EDP.

Corsan assina termo de adesão com UTCAL

O CIO da Corsan, Luciano Aguiar Zingano; e o responsável pelo departamento de Inovação Tecnológica, Flavio Eduardo Soares e Silva; assinaram hoje o termo de adesão à UTCAL, representada por seu presidente, Dymitr Wajsman (ao centro) O documento segue agora para a confirmação da diretoria da UTCAL. A CORSAN será a primeira associada do setor de água e saneamento.

Anote esta data: utilities têm encontro marcado em março de 2023

Diante do sucesso do UTCAL Summit deste ano, que contou com 652 inscritos, a edição de 2023 já possui data e local confirmados: 29 a 31 de março, no Windsor Barra Hotel. Dymitr Wajsman, Presidente da UTCAL, destaca que a preparação para o próximo Summit já começou porque “o trabalho da UTCAL em prover a melhor comodidade aos negócios de seus associados nunca para”.

Empresa premiada no UTCAL Summit 2022 será homenageada em convenção internacional

Da esquerda para a direita, Ronaldo Santarém (UTCAL), Jorge Costa (UTE) e Carlos Zerpa (Ítron)

A UTE: Usinas y Transmissiones Electricas, empresa uruguaia vencedora do Prêmio Alta, concedido no UTCAL Summit 2022, será reconhecida por sua premiação na conferência da UTC Norte-Americana, que ocorrerá entre 18 e 20 de maio, em Oklahoma, Estados Unidos.

O Prêmio Alta, patrocinado pela Ítron, foi concedido à empresa que fez o melhor uso de tecnologia em 2021. O Projeto Redes Inteligentes, da UTE, foi escolhido como o vencedor. Para falar sobre ele, o Technological Systems Infrastructure Sector Manager, Julio Jesus Marote Cabrera, representará a UTE na conferência da UTC norte-americana.

Facebook
Website
LinkedIn
Conteúdo e Redação: LGA Comunicação
Editoração e Layout: Grupo Brasil Design, Produções e Eventos

Copyright © UTC América Latina, direitos reservados.

Proibida a reprodução sem citar a fonte.

Clique aqui para sair de nosso cadastro.